Bem-vindos ao 7º Encontro Nacional das USF

Decorrida quase uma década sobre a evolução concretizadora da Reforma dos Cuidados de Saúde Primários (CSP) em Portugal, importa reafirmá-la, neste espaço e neste tempo de incerteza e de expectativa, capacitando todos para a sua melhor intervenção em defesa do seu valor e futuro. Ela continua a ser decisiva para a continuidade e qualidade da edificação do bem maior da nossa democracia, o Serviço Nacional de Saúde (SNS), cujo contributo excecional para a melhoria dos níveis de saúde de todos os portugueses e demais cidadãos que habitam o nosso território, é hoje inquestionável.

Enfatizando a importância dos CSP para a nossa saúde, não será demais relembrar que estes são um espaço privilegiado de atuação ao nível da saúde, são o pilar central do nosso sistema de saúde, são a proximidade e, também, o contexto de prestação de cuidados de saúde que melhor conhece a comunidade, as famílias e as pessoas.

Longo vai o caminho percorrido desde a Declaração de Alma-Ata (1977), não esquecendo o vanguardismo comprovado por Portugal na criação dos Centros de Saúde, denominados de “primeira geração”, em 1971, passando pela Carta de Otawa (1986), e o relatório da Organização Mundial de Saúde de 2008 que afirma “Cuidados de Saúde Primários - Agora, Mais que Nunca”, evidenciando a sua importância para a sustentabilidade dos sistemas de saúde, a promoção da equidade em saúde e garantia de mais e melhor saúde para todos os cidadãos.

Este desafio, centrado na gestão do projeto de saúde de cada cidadão, família e comunidade, assente na promoção da saúde e na prevenção da doença, é da responsabilidade de todos os cidadãos, profissionais de saúde e decisores políticos.

A reforma e seu movimento dinâmico intrínseco, implicam uma mudança cultural permanente que passa pela constituição de equipas multiprofissionais que integram hoje as várias unidades funcionais dos Agrupamentos dos Centros de Saúde (ACES), nomeadamente as USF, que têm de mobilizar e utilizar novas competências, diferentes das competências técnicas e profissionais individuais, a saber: autonomia funcional e técnica e gestão processual; negociação e construção de compromissos; responsabilização e partilha duma cultura comum de responsabilidade e trabalho em rede.

Este novo paradigma, que as USF souberam devidamente apropriar, passou da intervenção individual para a intervenção coletiva, decorrente da crescente complexidade da resposta exigida pelas atuais necessidades em saúde, onde a multidisciplinaridade do ato em saúde acrescenta valor e se traduz em melhores resultados em saúde e em maior eficiência.

Queremos acreditar que é, ainda, este o delineamento do percurso que temos em desenvolvimento. No fundo, um modelo de prestação de cuidados de saúde em rede e proximidade, com uma maior autonomia, suportado pela implementação de um sistema de governação clínica em que, com a supervisão, apoio e regulação da administração, teremos organizações inovadoras/aprendentes e motivadoras, suportadas pela inovação e investigação, a prática clínica baseada na evidência, o planeamento em saúde e sistemas de informação inteligíveis, que potenciará continuamente o desenvolvimento de uma cultura de accountability, a satisfação de profissionais e cidadãos e a qualidade de cuidados.

Será neste pressuposto que se inspira a realização do 7º Encontro Nacional das USF cujo lema - “Saúde e cidadania: um valor acrescentado” - se edifica em torno dos seus 7 Pilares e cuja finalidade se consubstancia no reforço dos alicerces do percurso a realizar, onde a formação para a mudança contínua, traduzida na melhor capacitação dos seus próprios agentes, se impõe como prioridade maior, conjuntamente, com a reafirmação do valor da cidadania.

A continuidade deste “acontecimento extraordinário” (Sakellarides), exige o compromisso político, da administração, prestadores e cidadãos, num processo de autonomia efectiva e responsabilizante.

Concluindo, preservar e desenvolver o SNS e o seu alicerce maior, os CSP, e em particular as USF, é um dever patriótico, confrontando o quanto já fizemos, com o quanto ainda temos para realizar a fim de garantir a todos os cidadãos o direito à proteção da sua saúde, preceito inscrito na Constituição da República Portuguesa e a terem uma equipa de saúde familiar de proximidade.

Aproveitemos o 7º Encontro das USF, para vivermos e partilharmos o que de melhor hoje acontece nos CSP em Portugal e no mundo, mas também as nossas interrogações, dúvidas, conquistas e alegrias a fim de melhor projetarmos um futuro seguro e coletivo que almejamos de saúde e felicidade para todos.

Manuel Oliveira
Presidente da Comissão Científica


Comissão Organizadora

Presidente - Dr. João Rodrigues | USF Serra da Lousã
Álvaro Pereira | Coordenador do Núcleo de Médicos Internos, USF-AN | USF Bom Porto
Bernardo Vilas Boas | Presidente da Direção, USF-AN | USF Serpa Pinto
Edite Santos | Vogal da Direção, USF-AN | USF Briosa
Fátima Leal | Presidente do Conselho Fiscal, USF-AN | USF Amato Lusitano
Luís Albuquerque | Vice-Presidente da Direção, USF-AN | USF Infante D. Henrique
Joana Neto | USF Corino de Andrade
Manuela Marcos | ERA do Centro
Paula Braga da Cruz | USF Serra da Lousã


Comissão Científica

Presidente - Enf. Manuel Oliveira | ERA Centro
Amélia Tomás | ULS/ACES de Matosinhos
Ananda Fernandes | Escola Superior de Enfermagem de Coimbra | Diretora de Centro Colaborador da Organização Mundial de Saúde
Carlos Nunes | ACES de Gondomar
Cláudia Simões | UCC Grei - Águeda
Dina Sopas | USF Buarcos
Fátima Garcia | Vogal da Direção, Coordenadora do Núcleo de Secretários Clínicos, USF-AN | USF Marginal
Henrique Botelho | Coordenador do Núcleo de Relações Internacionais, USF-AN | USF Manuel Rocha Peixoto
Horácio Covita | Psicólogo Organizacional
Joana Monteiro | USF Odisseia
Joana Simões | URAP ACES Pinhal Interior Norte
Jorge Rodrigues | USF Serra da Lousã/ERA Centro
José Luís Biscaia | Coordenador do Projeto BI das USF, USF-AN | USF São Julião
José Sousa | USF Fânzeres
Luís Alves | USF Santo André de Canidelo | Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
Paulo Costa | USF Serra da Lousã
Octávio Fonseca | Coordenador Científico do Dept. de Formação da USF-AN
Rita Leal | USF Santa Joana

Comissão Local

Presidente - Dr. José Carlos Marinho | USF Santa Joana
Ana Morais | USF Salinas
Camila Ventura | USF Flor de Sal
Carla Simões | USF Flor de Sal
Conceição Cabral | USF da Costa de Prata
Graça Conceição | USF Flor de Sal
Manuela Carvalho | USF de Atlântico Norte
Maria Conceição Adrêgo | USF Moliceiro
Maria João Marques | USF de Santa Joana
Rita Leal | USF Santa Joana
Rosa Dolores | USF Flor de Sal
Sandra Almeida | USF da Beira Ria

Médicos Internos da Comissão Local

Andreína Fernandes | USF Atlântico Norte
Alexandra Cadete | USF Águeda + Saúde
Ana Margarida Neto | USF Atlântico Norte
Ana Paula Galante | USF Santa Joana
Bruno Nascimento | USF Flor de Sal
Cláudia Rainho | USF Flor de Sal
Catarina Sebe | USF Flor de Sal
Duarte Santos | UCSP Aveiro I
Eliana Bonifácio | USF Santa Joana
Filipe Pereira | USF Costa de Prata
Inês Teles | USF Flor de Sal
Joana Baptista | USF Santa Joana
Joana Simões | USF Águeda + Saúde
Joana Caniço | USF Costa de Prata
Luís Teixeira | UCSP Vagos
Mariana Bastos | USF Beira Ria
Sara Vidal | USF Leme
Sara Santana | Atlântico Norte
Sofia Madanelo | USF Santa Joana
Tatiana Clemêncio | USF Santa Joana

Organização USF-AN

Gestora do Evento - Ângela Mota angela.mota@usf-an.pt

Gestão Comercial e Financeira - Sancha Frazão sancha.frazao@usf-an.pt

Secretariado - André Silva secretariado@usf-an.pt